Beach Class Magazine


Pauê Aagaard: Uma história de superação através do esporte

Voltar Por Grazielle Torquato

Paulo Eduardo Chieffi Aagaard, o Pauê, nascido e criado em Santos, litoral paulista, leva consigo uma bagagem de superação e conquistas ao longo dos anos. Em junho de 2000, o jovem então com 18 anos, estava caminhando para a academia de ginástica, quando sofreu um atropelamento causado por uma locomotiva de trem que circulava com os faróis apagados à noite, em uma linha férrea desativada. Como consequência, 58 dias de internação, risco de morte e a amputação de parte das pernas.

 

Paulo Eduardo Chieffi Aagaard, o Pauê, é nascido e criado em Santos (SP) (Foto: Divulgação)

 

Naquele momento o mundo caiu sobre sua cabeça e ele relata que se sentiu desamparado.

Cheguei até a questionar com Deus: por que eu? Por que isso aconteceu comigo?… Acabei descobrindo que existem respostas que não vêm à tona no primeiro momento. É preciso que se viva as experiências para que se possa compreender a missão que nos é dada… Eu podia viver amargurado pro resto da vida, ou eu poderia lutar pra ter a minha vida de volta. Foram 58 dias de internação, perda imediata de parte das duas pernas e apenas uma certeza: eu estava vivo. E se você está vivo, você pode qualquer coisa… Hoje, eu sei que o trem, na verdade, foi uma alavanca para um mundo novo, um abridor de portas… O mesmo trem que tirou parte de minhas duas pernas me descortinou um mundo novo, repleto de vitórias e superação”, relata Pauê.

 

Atualmente Pauê treina, compete, palestra em empresas, escreve e produz vídeos (Foto: Divulgação)

 

Foi assim que no auge de sua adolescência, Pauê começou uma nova vida, do zero.

Surfista desde criança, Pauê queria voltar para o mar. Na natação e musculação ele encontrou um meio de acelerar o processo de reabilitação. Em menos de três meses, com fisioterapia, próteses, determinação e persistência, Pauê não só voltou a andar como também a surfar. Tornou-se o primeiro e único surfista bi-amputado do mundo.

Entre suas maiores conquistas, o atleta destaca os primeiros lugares em campeonatos mundiais de surfe e os inúmeros títulos do triathlon: Campeonato Mundial, em 2002, bronze no Pan-Americano, em 2003, Pentacampeonato Brasileiro, de 2002 a 2006, e Tetracampeonato Internacional, em 2002, 2003, 2006 e 2007.

 

Pauê é o primeiro e único surfista bi-amputado do mundo (Foto: Divulgação)

 

Além da sua história com o esporte, Pauê também é palestrante, por sua história ter se tornado um grande exemplo, o atleta foi convidado por empresas para palestras motivacionais, hoje já fez cerca de 1.500 palestras.

No ano de 2008, lançou seu primeiro livro “Caminhando com as próprias pernas” onde conta sua trajetória de vida e como superou e o quanto sua vida mudou positivamente sob vários pontos de vistas após seu acidente.

O livro, acabou se transformando em documentário, em 2013 foi o lançamento de "Pauê - o passo de um vencedor", o filme conta a sua história de superação e como o surf o ajudou.

 

Pauê ministra palestras motivacionais por todo o Brasil (Foto: Divulgação)

 

Atualmente, o surfista de 35 anos, continua ministrando palestras por todo o Brasil, desafios esportivos e criou um método que ajuda as pessoas encontrarem inspiração necessária para viver uma transformação de vida, baseado em suas experiências vividas nos últimos 17 anos como uma pessoa bi-amputada 100% inclusa na sociedade.

Pauê não cansa de falar que foi depois do acidente que ele aprendeu realmente a andar com as próprias pernas. Ele aprendeu que não se pode criar barreiras para ser feliz, para conquistar sonhos e realizar o que tem vontade.


 

Gostou? Veja o que separamos para você:

 

Gabriel Medina: das ondas de Maresias ao título Campeonato Mundial de Surfe

 

Vanessa Faro, a jornalista santista que provou que futebol é coisa de mulher sim!

A ousadia e a alegria de Neymar Jr