Beach Class Magazine


Ainda dá para ficar rico investindo em moeda virtual?

Voltar Por David Marcelino

Já aconteceu de você ter desejado muito comprar algo no passado que, como em um passe de mágica, aumentou muito de valor? Por exemplo, um terreno em algum lugar que hoje vale dez vezes mais? Bem, entenda como pessoas que adquiriram bitcoins por diversão e, por conta de sua enorme valorização nos últimos anos, agora atualizaram seus status para milionários.

 


A bitcoin valorizou 879.999 vezes desde a sua criação (Foto: Divulgação)

 

E lá se vão sete anos do que se diz ser a primeira instância registrada de bitcoin no mundo, sendo usada em uma transação fora do mundo virtual. Ao longo desse tempo, o valor de bitcoin multiplicou-se 879.999 vezes. Se você tivesse decidido gastar cinco reais em cerca de 2.000 bitcoins lá atrás, essa participação valeria hoje R$ 4,4 milhões. Com R$ 1.200 gastos em cerca de 480.000 bitcoins, o investidor teria hoje pelo menos R$ 1,1 bilhão.

 

A principal vantagem da bitcoin é o fato de ela ser descentralizada, por isso, não existe um banco central ou governo controlando-a. Essa liberdade é uma das principais  razões pelas quais os investidores passaram a ver a moeda como um ativo seguro em um mundo geopolítico problemático.

 


A moeda virtual só se valoriza (Foto: Divulgação)

 

Há também uma vantagem a mais da bitcoin - há uma limitação matemática no número de moedas que podem ser criadas, o que significa que não há impressão de dinheiro, então as regras da economia funcionam perfeitamente. Sempre que há uma oferta limitada de algo, e a demanda sobe, o preço aumenta.

 

Wences Casares foi chamado de "paciente zero" da bitcoin pela elite do Vale do Silício, em San Francisco, nos Estados Unidos. Ele chamou a atenção para a bitcoin de Bill Gates, Reid Hoffman e inúmeros outros ilustres, em encontros de ricos e famosos, em lugares como Sun Valley. Ele é argentino, fundou um provedor de serviços de internet, uma empresa de videogames e um banco, além de fazer parte do conselho do PayPal, mas é à bitcoin que Casares diz que dedicará o resto de sua vida, e ele agora administra uma startup chamada Xapo que armazena a moeda.

 


Estima-se que nos próximos anos um único bitcoin possa valer 1 milhão de dólares (Foto: Divulgação)

 

Segundo Casares, a fórmula é simples. Pegue 1% ou menos do que você possui, invista em bitcoins e esqueça disso por, pelo menos, os próximos cinco anos. Pode ser que você perca um por cento do seu patrimônio líquido, o que a maioria das pessoas pode bancar, mas por outro lado, pode ser que você ganhe milhões. Foi o que ele disse a uma sala cheia de defensores da criptografia, no hotel Westin, na Times Square.

 

Estima-se que as chances da bitcoin falhar e desvalorizar completamente são 20%. Se isso acontecer e ela falhar, será inútil. Mas, se for bem sucedida, entre cinco a sete anos, uma única bitcoin valerá mais de um milhão de dólares. Casares coloca as chances de sucesso em mais de 50%.

 


O ideal é que se invista na moeda virtual e esqueça por um tempo (Foto: Divulgação)

 

Casares tem uma resposta interessante para aqueles que acreditam que já perderam a oportunidade da bitcoin e têm medo de ser muito tarde. Ele frisa que viu pessoas que compraram bitcoins a preços baratos e que perderam dinheiro porque tentaram negociá-las, enquanto aqueles que compraram a preços altos mesmo há apenas um mês, se deram "espetacularmente bem" simplesmente comprando e segurando.



 

Gostou? Veja o que separamos para você:

Por que é vantajoso investir em moedas virtuais

 

Saiba um pouco mais sobre as moedas virtuais

 

Os conselhos de carreira mais ultrapassados do mundo dos negócios