Beach Class Magazine


Recalls crescem e montadoras convocam quase 2 milhões de carros para reparos em 2017

Voltar Por David Marcelino

O número de carros que apresentaram algum defeito de fabricação e foram convocados para recall voltou a crescer esse ano, após ter recuado em 2016. De acordo com levantamento feito tendo como base os dados do Procon, as montadoras convocaram, em 2017, 1.853.984 carros para passar por reparos, sem nenhum gasto adicional. No ano anterior foram 1,5 milhão. O recorde foi atingido em 2015, quando 2,7 milhões de carros foram convocados, em grande parte por conta do mega recall mundial de airbags.

 


Os recalls voltaram a crescer em 2017 (Foto: Divulgação)

 

De cada dez carros, três apresentaram defeito foram fabricados e vendidos pela Toyota, já que a montadora foi a que mais convocou recall, um total de 573.288 unidades durante o ano. Só do Corolla foram três recalls diferentes, totalizando 233.864 carros convocados.

 

Houve ainda um chamado de 176 mil unidades de Hilux e Hilux SW4, além de um que afetou 162 mil unidades do compacto Etios. Em 2016, a Toyota havia sido a segunda montadora com mais recalls. Já a Honda, que foi campeã ano passado com quase 500 mil carros afetados, agora convocou bem menos: 35 mil unidades.

 


O Corolla foi um dos carros mais convocados para reparos em 2017 (Foto: Divulgação)

 

O ranking de montadoras que mais abriram recalls em 2017 segue com a Fiat, que convocou 413.424 carros. A montadora italiana foi responsável por alguns grandes chamados, como um que envolveu 151 mil carros e outro de 113 mil unidades. Outra convocação se destacou por envolver doze modelos diferentes com defeito nos sistemas elétrico e eletrônico. A lista continua com Nissan (197.155 carros), Chevrolet (164.022 carros) e Jeep (104.759 carros).

 

O recall é um procedimento já bastante conhecido e está previsto no Código de Defesa do Consumidor para garantir que as empresas  sejam responsáveis por consertar produtos vendidos com defeitos de fábrica que possam colocar em risco a saúde ou a segurança dos consumidores e da população em geral. Além de o reparo ser sempre 100% gratuito, não há uma data limite para ser feito. Ou seja: mesmo convocações feitas anos atrás ainda podem ser atendidas pelos consumidores afetados.

 


A Honda, segundo lugar em recalls no ano passado, só convocou 35 mil carros esse ano (Foto: Divulgação)

 

É importante lembrar que as oficinas autorizadas pelas concessionárias não podem exigir que as revisões periódicas estejam em dia para fazer o conserto. Donos de carros semi-novos também têm direito a reparar seu veículo.

 

Gostou? Veja o que separamos para você:

BMW anuncia a chegada da K 1600 Bagger no Brasil  

Os incríveis barcos expostos no 20º São Paulo Boat Show

Atualização do Waze permite chamar ambulância, polícia e bombeiros