Beach Class Magazine


Aplicativo de compartilhamento de bikes pode ser o novo Uber

Voltar Por David Marcelino

Aplicativos que conectam pessoas à bicicletas em diferentes pontos em uma cidade chamam a atenção de investidores em países consideradas grandes potências, como Estados Unidos e China. É o caso da LimeBike, que já tem uma captação de 50 milhões de dólares de financiamento em apenas dez meses de operação. Cada viagem, nos 20 locais onde o app funciona, custa somente 1 dólar.

 

pedalando-com-o-coracao-coracao-vivo.jpg
Os aplicativos de compartilhamento de bikes estão dominando o mundo (Foto: Divulgação)

 

As bicicletas possuem uma tecnologia que permite o desbloqueio automático mediante o pagamento do usuário através do aplicativo. Por esse motivo, não há a necessidade de um posto de devolução de bikes, basta devolvê-las em qualquer ponto da cidade. Esse tipo de abordagem permite uma expansão bem mais rápida, basta deixar as bicicletas em diferentes locais em um mesmo município e ligar o aplicativo – ainda que em cidades como São Paulo, por exemplo,  se discuta a ideia do compartilhamento ser ou não legal.

 

De acordo com informações da Wired, o compartilhamento de bicicletas se alastrou na China, de repente, graças ao grande fluxo de investimentos direcionados aos aplicativos desse segmento. A Mobike, criada há apenas dois anos, já é avaliada em 3 bilhões de dólares e opera nos Estados Unidos, assim como sua concorrente Ofo.

 

Mobike+Washington+DC.jpg
A Mobike já opera na China e nos Estados Unidos (Foto: Divulgação)

 

Mesmo que as empresas tenham que repor as bicicletas roubadas, não há a necessidade de pagar motoristas, como no Uber ou no Cabify. Reparos, é claro, também entram na conta.

 

No Brasil, atualmente, temos aplicativos como o do Bike Sampa, do Itaú, e o Bikxi, que oferece caronas em bikes elétricas de dois lugares. Em Santos, o Bike Santos foi implantado em 2012 e, recentemente passou por uma reestruturação.

 

bicicletas.jpg
O Bike Santos opera na cidade desde 2012 (Foto: Divulgação)

 

O sistema de compartilhamento de bicicletas públicas de Santos conta com 37 pontos e 370 veículos, com a possibilidade de utilizar as bicicletas por 45 minutos sem interrupção, das 6h às 23h. Até o momento, o sistema totaliza 1 milhão 584 mil viagens.



 

Gostou? Veja o que separamos para você:

Bem vinda ao Brasil nova geração da Apple TV 4K

Aplicativo de transporte exclusivo para mulheres já funciona em Santos

Miramar Shopping, 30 anos de história, lado a lado com os santistas