Beach Class Magazine


Em versão alongada, Audi A8 chega ao Brasil no ano que vem

Voltar Por David Marcelino

Recentemente apresentado, o Audi A8 começa a ser vendido no país a partir do segundo semestre de 2018 e apenas na versão alongada, identificada pelo emblema A8 L. Mais uma novidade é a confirmação do motor que deixará o sedã equiparado ao nosso mercado: um potente 4.0 V8 de 466 cv. O A8 foi revelado à imprensa internacional há uma semana, na Espanha.

 

car_photo_515953.jpg
Audi A8 L chega ao Brasil no segundo semestre do ano que vem (Foto: Divulgação)

 

A versão oficialmente confirmada para o Brasil chama-se A8 L 60 TFSI, de acordo com a nova nomenclatura dos carros da Audi. O motor 4.0 V8 TFSI rende 466 cv e 67,3 kgfm e é comandado por uma transmissão automática de oito marchas com opção de trocas pela alavanca ou por aletas. A tração é integral. A montadora, infelizmente, ainda não divulgou os dados como desempenho de aceleração e consumo do modelo.

 

O carro mede nada mais, nada menos que 5,30 metros de comprimento, 2,13 metros de largura com os retrovisores e 1,49 metro de altura. Só de distância entre um eixo e outro são 3,12 m, o que corresponde à 13 cm a mais do que a versão normal do A8. São essas medidas que garantem um espaço confortável até mesmo para os passageiros mais altos. Sem falar no porta-malas que comporta 505 litros de carga.

 

a178305_large.jpg
O motorista pode monitorar o carro pelo quadro de instrumentos HD (Foto: Divulgação)

 

Sobre o pacote de equipamentos, ainda não se sabe ao certo quais serão os de série e os opcionais do A8 em terras brasileiras, mas ele trará alguns itens que não são oferecidos nos outros modelos. De acordo com a empresa, o A8 é o primeiro carro da marca capaz de atingir nível 3 de autonomia - lembrando que a escala de medição vai até 5. Mas, é importante salientar que as tecnologias mais avançadas, como a autonomia nível 3 e os sistemas de manobra autônoma, só serão produzidos, gradativamente, a partir de 2018.

 

O sedã top de linha da Audi tem entre seus principais destaques os faróis com luzes diurnas de LED, farol baixo em LED adaptativo e farol alto a laser e adaptativo. De acordo com a montadora, essa tecnologia garante mais que o dobro da visibilidade em relação aos faróis comuns. O automóvel possui quatro radares de médio alcance, câmeras 360 graus, 12 sensores ultrassom e, segundo a empresa, o primeiro modelo de alto volume equipado com monitoramento por um sistema de laser.

 

maxresdefault.jpg
As lanternas traseiras são de LED e OLED (Foto: Divulgação)

 

Em seu interior, os quatro passageiros podem desfrutar de muito conforto. No banco da frente, o motorista monitora as informações do carro pelo quadro de instrumentos HD e conta com a tela multimídia com boa sensibilidade ao toque e navegação por GPS 3D. Já os passageiros podem descansar em seus bancos reclináveis, com massagem, resfriamento e aquecimento. Isso sem falar no sistema multimídia individual oferecido como opcional.

 

Ligados à suspensão, os sistemas de monitoramento permitem que o carro ajuste seu comportamento, previamente, antes de um buraco ou lombada, minimizando o desconforto na cabine. Se, por acaso, houver um acidente lateral, a suspensão eleva a carroceria em até 8 cm apenas no lado que será atingido protegendo os passageiros do impacto. Esse ajuste leva apenas meio segundo entre ser acionado e executado. Comparando à geração anterior, a estrutura está 24% mais rígida, o que melhora a segurança e a dirigibilidade do carro.

 

 

Gostou? Veja o que separamos para você:

Aston Martin cria protótipo de submarino  

Audi apresenta o E Tron FE04, seu primeiro carro de corrida totalmente elétrico  

Porsche  anuncia o Mission E, primeiro carro elétrico da montadora