Beach Class Magazine


Como usar a iluminação a favor da decoração de sua casa

Voltar Por David Marcelino

Quem pensa que as lâmpadas são feitas apenas iluminar os ambientes, está redondamente enganado. Escolher a iluminação certa pode fazer uma grande diferença, principalmente quando o objetivo é decorar. De acordo com o cômodo da casa e até mesmo da disposição dos móveis, a iluminação pode dar aos espaços mais aconchego e, por inúmeras vezes, torná-los mais práticos.

decoracao-sala-de-esta-iluminacao-1-e1475016881683.jpg
Na sala de estar a iluminação é indireta, proporcionando descanso e descontração (Foto: Divulgação)

Arquitetos de empresas especializadas em iluminação listam a todo momento dicas para unir a decoração com iluminação nos espaços da casa. Porém, antes de mais nada, vale salientar que alguns fatores precisam ser levados em consideração como, por exemplo, a cor da parede. Paredes escuras não combinam com luz quente, isto é, amarelada, porque altera a cor do ambiente.

A seguir dicas sobre o tipo de iluminação ideal para cada ambiente da casa, segundo especialistas:

A sala de estar é um ambiente de descontração e descanso, por isso recomenda-se uma iluminação indireta para que não “canse” a visão e nem ofusque a tela da televisão. Nesta parte da casa, os profissionais sugerem lâmpadas LED dicroica, porque o facho de luz que elas possuem é mais focado e não interferem nas cores do ambiente.

Na sala de janta é completamente diferente, a iluminação precisa estar no centro para iluminar toda a mesa e assim permitir que as pessoas se alimentem com tranquilidade. Sendo assim, antes de escolher um lustre peça ajuda de um profissional, já que é importante optar pela peça certa para o seu tipo de mesa.

iluminacao-e1456926486111.jpg
Na sala de jantar a iluminação é centralizada, iluminando toda a mesa (Foto: Divulgação)

Por exemplo, se a mesa for de vidro, a escolha certa são  lustres onde as lâmpadas fiquem viradas para cima, fazendo com que a iluminação fica mais difusa e indireta. Também deve-se prestar à altura e distância entre o lustre e o tampo da mesa.

A cozinha é o cômodo da casa que pede uma iluminação mais forte e espalhada. Por isso os arquitetos indicam luzes fluorescentes brancas, já que elas clareiam o ambiente e assim mantém a pessoa que está cozinhando em alerta. Utilizar fitas de LED em prateleiras e armários podem ajudar a clarear o ambiente.

Já o quarto precisa de uma clima mais aconchegante e relaxante. Nesse ambiente é correto apostar em uma iluminação mais mais suave e, se possível, que possa ter a sua intensidade controlada. As luzes quentes proporcionam uma sensação mais acolhedora ao ambiente.


Iluminação-para-quarto-de-casal-2.jpg O quarto pede uma iluminação que remeta aconchego (Foto: Divulgação)

No jardim, a iluminação busca chamar atenção para os detalhes, seja ele uma planta ou árvore. Para isso, deve-se usar uma halógena dicróica, com seu facho de luz focado, fará toda a diferença e deixará o ambiente harmônico e cheio de charme.

Na varanda, se tiver uma área de churrasqueira, a iluminação precisa ser bem mais forte. Caso seja só um local de descanso, uma iluminação mais serena é uma ótima pedida.

 

Gostou? Veja o que separamos para você:

Transforme sua casa com o efeito de degradê na decoração  

O estilo e a funcionalidade dos apartamentos pequenos

Cinco dicas para organizar e decorar o seu banheiro