Beach Class Magazine


Beleza aliada à natureza: conheça os cosméticos veganos, naturais e orgânicos

Voltar Por David Marcelino

Já faz um bom tempo que a moda da alimentação saudável invadiu o nosso cotidiano e fez uma grande mudança nos padrões. Isso levou as pessoas a se preocupem mais com o seu bem estar, sua saúde e até com o nosso meio ambiente. A tendência dos produtos veganos, cruelty-free, orgânicos e naturais não ficou restrita às prateleiras dos supermercados, na verdade, ela invadiu também o universo da beleza e os seus cosméticos. Assim sendo, personalidades que já tinham entrado nesse estilo de vida mais “consciente”, também embarcaram no consumo de hidratantes, shampoos e maquiagens sustentáveis. É o caso das atrizes Yasmin Brunet e Jessica Alba, por exemplo.


cosmeticos-veganos-post-1024x576.jpg
Os produtos naturais, orgânicos e veganos estão em alta (Foto: Divulgação)

Apesar de terem se tornado produtos bastante conhecidos, ainda acontece de não sabermos o que cada uma dessas nomenclaturas representa. Por exemplo, quais são os ingredientes utilizados em cada produto, seus benefícios estéticos e, principalmente, ao ecossistema.  Então, vamos entender, de uma vez por todas, a diferença de cada categoria.

Cosmético veganos

São os mais conhecidos, pelo menos, pelo nome. É um produto que não faz uso de nenhuma matérias-primas de origem animal. Dizer que um cosmético é vegano não tem nada a ver com o fato dele ser natural ou orgânico. Pode ser algo totalmente sintético e, mesmo assim continuar sendo vegano. A expressão cruelty-free vem do inglês e, traduzido, significa "sem crueldade". Dessa forma, os cosméticos que fazem parte dessa categoria não realizam testes em animais.

Atualmente já há um número bastante representativo de consumidoras que só utilizam esse tipo de produto. A maquiadora Mayra Fernandes conta que há clientes que fazem questão de só usar maquiagens veganas. “O mercado desses cosméticos é muito promissor. Tenho clientes que não usam, de forma alguma, marcas que fazem testes em animais e que levam isso muitíssimo a sério. Quando vou maquiá-las, elas sabem de cor as marcas amigas e, muitas vezes, costumam levar seus próprios produtos para não correr o risco”, completa ela que já está há três anos atuando profissionalmente.

MayraCruz.jpg
Mayra Fernandes é maquiadora e atende em toda a Baixada Santista  (Foto: Arquivo Pessoal)

 

Cosmético natural

Para ser considerado natural, um cosmético deve ter, no mínimo, 95% do total das suas matérias-primas de origem natural e os 5% restantes devem ser orgânicas e/ou sintéticas. Mas há alguns produtos sintéticos - Parabenos, Petrolatos, Triclosan, Mercúrio, Óleo mineral, Hidroquinona, Silicone, entre outros -  que são completamente proibidos.

Cosmético orgânico

Desenvolvido e formulado a partir de matérias-primas naturais certificadas, produção baseada nos princípios do aperfeiçoamento dos recursos socioeconômicos e da sustentabilidade, sem causar prejuízos à natureza. Cada ingrediente usado é livre de qualquer tipo de pesticidas, utilizando-se de processos naturais desde o plantio até o momento da colheita. Desse jeito, seu cultivo não agride o meio ambiente, com agrotóxicos e outros agentes químicos.

cosmeticos-veganos-2.jpg
Há hoje no mercado uma infinidade de produtos sustentáveis disponíveis no mercado
(Foto: Reprodução/ Pinterest)

Mayra é uma entusiasta da onda dos cosméticos saudáveis, mas frisa, não é fácil incluí-lo no dia a dia de seu trabalho. “A cartela de produtos não é tão diversa e, infelizmente, o grande público ainda prefere as marcas conhecidas, finaliza a maquiadora.

Os cosméticos veganos e cruelty-free, os orgânicos e naturais são certificados. A certificadora responsável é a francesa Ecocert fornece aos produtos uma identificação diferenciada para cada um dos tipos. Na dúvida, procure o selo.

Gostou? Veja o que separamos para você:

Derma House, a referência santista em tratamentos estéticos

Realce o seu olhar com o alongamento de cílios

Microagulhamento e o combate ao envelhecimento da pele