Beach Class Magazine


Mostra Itinerante da 32ª Bienal de São Paulo está em Santos

Voltar Por David Marcelino

A partir do mês de setembro, o Sesc de Santos abre as portas para uma seleção composta por obras de 10 artistas e coletivos que fizeram parte da edição mais recente da Bienal de São Paulo. A exibição, que estará aberta à visitação pública, faz parte da etapa nacional das itinerâncias da 32ª Bienal de São Paulo, “Incerteza Viva”. A exposição ficará em cartaz, em Santos, até o dia 19 de novembro.

 

csm_Conjunto-de-Fotografias-da-se-rie-Mestres-de-Cerimonia-Ba-rbara-Wagner_3b80b8bb48.jpg
Parte da série Mestres de Cerimônia, de Bárbara Wagner (Foto: Divulgação)

 

Vários artistas e coletivos, nacionais e internacionais, foram escalados para expor em Santos. Entre eles estão: Barbara Wagner (Brasil), Cecilia Bengolea e Jeremy Deller (Argentina/Reino Unido), Felipe Mujica (Chile), Gabriel Abrantes (Estados Unidos), Gilvan Samico (Brasil), Jonathas de Andrade (Brasil), Maria Thereza Alves (Brasil), Rayyane Tabet (Líbano), Rikke Luther (Dinamarca) e Vídeo nas Aldeias (Brasil). A curadoria geral é responsabilidade de Jochen Volz, que também foi curadora da última Bienal, em 2016.

 

Para o curador, devemos saber separar a incerteza do medo e pensar em outras estratégias e pontos de vistas para essas questões que parecem tão insolúveis e incompreensíveis. Das obras expostas, destacamos dois trabalhos: Vídeo nas Aldeias, do indigenista Vincent Carelli, e o filme O Peixe, do alagoano radicado em Pernambuco Jonathas de Andrade.

59943be3040d0.jpg
Imagem da Mostra Itinerante da 32ª Bienal de SP, em Palmas (TO) (Foto: Divulgação)

 

Com o nome de Incerteza Viva, a 32ª Bienal tem o seu eixo central na noção de incerteza, com o objetivo da reflexão sobre atuais condições da vida em tempos de mudança contínua e as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas.

 

A programação

 

Durante os meses de exibição da mostra, haverá no Sesc uma programação diversificada de oficinas e palestras, algumas delas em parceria com a Fundação Bienal. Começando pelos próximos dias. Em 12 e 13 de setembro haverá laboratórios e palestras direcionados para educadores serão realizados na unidade.

Dia 12, às 19h, a palestra Incerteza viva: Processos artísticos e pedagógicos fará uma introdução dos conceitos da 32ª Bienal e apresentará o desenvolvimento de sua publicação educativa, cuja elaboração contou com profissionais da educação formal e não-formal. Neste dia também serão abordadas as reflexões propostas pelo curador Jochen Volz e pela educadora Valquíria Prates.

Os laboratórios marcados para o dia 13, às 14h, vão abordar Narrativas que constroem mundos e Corpo individual, corpo coletivo, ambos completamente integrados com a proposta da Bienal.

FBSP_42892_32BSP_161008_LE_129-scr.jpgImagem capturada durante a Bienal de São Paulo, em dezembro de 2016 (Foto: Divulgação)

 

A Mostra

A Mostra Itinerante da 32ª Bienal de São Paulo -  Incerteza Viva, está instalada em sua totalidade na Área de Convivência do Sesc e pode ser visitada entre terça e sexta-feira, das 10h às 21h30; aos sábado e domingo, das 10h às 19h. As visitas são  guiadas por uma equipe educativa. Grupos e escolas devem fazer agendamento prévio pelo e-mail: agendamento@santos.sescsp.org.br.

O Sesc fica na Rua Conselheiro Ribas, 136, no bairro da Aparecida, em Santos. A entrada é gratuita.

 

Gostou? Veja o que separamos para você:

Bolsa do café comemora 95 anos com programação artística  

Festival Santista de teatro começa em setembro  

Os dilemas da mulher moderna na tela dos cinemas em "Como nossos pais"