Beach Class Magazine


MICROAGULHAMENTO E O COMBATE AO ENVELHECIMENTO DA PELE

Voltar Por David Marcelino

Todos os dias surgem novas e “milagrosas” técnicas no combate às marcas do envelhecimento. O inverno, as baixas temperaturas e a diminuição da exposição ao sol, fazem dessa época, a melhor do ano para se investir nesses tratamentos estéticos e dar um novo ar ao visual. Nos últimos tempos, um dos mais procurados tem sido o microagulhamento, técnica que já é um sucesso entre as mulheres que estão sempre ligadas com os lançamentos que combatem os sinais do tempo.

 

tratamento-rugas-dermaroller-microagulhamento.jpg

Microagulhamento, um sucesso no combate às rugas (Foto: Divulgação)

 

O microagulhamento nasceu na Antiguidade, quando os médicos chineses espetavam o rosto dos doentes para extrair substâncias de seus organismos. Com o passar dos anos, observaram que o método rejuvenescia a pele deles.

 

O procedimento é realizado por meio de micro agulhas bem finas, menores do que as utilizadas em injeções de insulina, acopladas a um roller (um rolinho de aço cirúrgico). Segundo a Dra. Aline Olivetto, fisioterapeuta dermato funcional, a técnica é indicada para rejuvenescimento facial, combate a rugas, linhas de expressão e cicatrizes de acne; aumenta a penetração de ativos; e estimula a produção de colágeno. O roller passa sobre a área a ser tratada e as microagulhas fazem furinhos na pele, atingindo a derme. Essas minúsculas lesões provocam, intencionalmente, um processo inflamatório. “A ideia é que, para combater a inflamação, o organismo aumenta a produção de colágeno, proteína que atua na firmeza da derme e favorece a regeneração do tecido”, explica Dra. Aline.

 

MICROAGULHAMENTO-2.jpg

Roller é o rolinho feito em aço cirúrgico, onde ficam as micro agulhas do procedimento (Foto: Divulgação)

 

De acordo com a fisioterapeuta, trata-se de um procedimento bem simples. Para que o tratamento seja mais confortável para o cliente, é aplicado um anestésico. Após a sessão, é possível que a pele fique um pouco vermelha, como se tivesse tomado sol sem proteção, mas essa reação desaparece em poucas horas.

 

Uma pesquisa realizada pela empresa estadunidense de cosméticos, Beauty Bioscience, mostrou, precisamente, os resultados do microagulhamento: mulheres com idade entre 41 e 64 anos tiveram 30% das rugas reduzidas já na primeira sessão.

 

Também segundo ela a especialista, a técnica pode ser aplicada em todos os tipos de pele e em todas as áreas do corpo. Porém, se a ideia for o rejuvenescimento, costuma ser feita principalmente no rosto, pescoço, colo e dorso das mãos – áreas que denunciam mais a idade. Para ter melhores  resultados, é importante preparar  a pele com uma sessão de limpeza, nutrição e hidratação, uma semana antes de passar pelo procedimento.

 

maxresdefault.jpg

Tratamento com microagulhamento em cicatrizes de acne (Foto: Reprodução/ Youtube)

 

Sobre possíveis retoques, vai depender de uma série de fatores: idade,  estilo de vida, exposição ao sol e cuidados com a pele estão diretamente ligados aos resultados a longo prazo. Isso sem falar que, com o passar dos anos, a pele passa por um processo de envelhecimento natural, que interfere na produção de colágeno. Por isso, de tempos em tempos, vale a pena realizar uma manutenção para rejuvenescer e dar um up na aparência.  

 

Em clínicas estéticas, uma sessão de microagulhamento dura cerca de dez minutos e custa em média R$ 800 reais.


 

Gostou? Veja o que separamos para você:

Os benefícios e os riscos da bichectomia  

Maquiagem com efeito matte: Aprenda a usar ao seu favor

Deu branco: conheça o Pixie Blond, novo corte do momento