Beach Class Magazine


Os tipos de caviar diferenciados

Voltar Por Samantha Fernandes

Já houve o tempo em que caviar era sinônimo de exclusividade, porém atualmente não é mais assim. Mas ao mesmo tempo, há variadas formas e sabores de caviar, são destes que não são tão conhecidos mas que são bastante exuberantes que iremos apresentar.

De primeiro momento, não tem como não citar o Caviar Almas o qual é eleito o caviar mais caro do mundo, vale lembrar que seu nome significa diamante em russo. Este é um tipo de beluga que possui coloração branca. E quanto mais claro for o caviar beluga, mais velho é o peixe, gerando um produto mais refinado e saboroso. Este Beluga branco só produz ovas a partir dos 25 anos de idade, quando alcança 4 metros de comprimento e cerca de 800 quilos. A retirada das ovas é feita através de um corte na barriga do peixe e elas são colhidas com uma pequena colher de madrepérola. Depois , o peixe é devolvido aos mares. A cada cirurgia são retirados apenas 15 gramas de ovas. Agora é de se notar, o porque este caviar é considerado o mais exclusivo do mundo.

 

Foto: Reprodução/Google Imagens

 

Além deste, há o Caviar Beluga, o qual também é feito de beluga mas diferente do outro  este é produzido pelos peixes maiores dos três, que pesam entre 600 kg a 800 Kg, podendo chegar até 6,6 metros de comprimento. Produz em média 40 kg de caviar, os grãos são  firmes e bem separados. São os maiores, porém  os mais frágeis.

Suas ovas possuem uma cor que vai do cinza-claro ao cinza-escuro, e contam com um sabor mais suave e delicado. Para amadurecer, um esturjão, podendo pesar 800 quilos, além de viver por mais de 100 anos.Um dos mais velhos sobreviventes da era dos dinossauros, o beluga se manteve inalterado nos últimos 120 milhões de anos.

 

Foto: Reprodução/Google Imagens

 

Já o Caviar Osetra são produzidos de ovas um pouco menores o peixe usualmente não ultrapassa os 2,15 metros de comprimento. Mas este caviar possui uma característica que o distingue dos demais: seu esturjão nada em níveis mais profundos do mar que os outros peixes, e por este motivo, tem uma dieta diferenciada.  O osetra leva de 10 a 12 anos para amadurecer e sua caça é feita duas vezes ao ano. Seu paladar também é suave e marcante, lembrando que é considerado como um dos melhores caviar.


 

Foto: Reprodução/Google Imagens

 

Tem como resistir à essas maravilhas? Creio que não, e já que elas existem para que possamos desfrutar-las e saboreá-las o melhor é aproveitar e usufruir dessas gostosuras que estão esperando por você.

 

Gostou? Veja o que separamos para você:

Inovação é o segredo de sucesso da Big Pizzas

Gelato ou Sorvete

Sustentabilidade gastronômica com Zé da Feira