Beach Class Magazine


Estudo britânico comprova: viajar faz bem à saúde

Voltar Por Carolina Ramires

Viajar relaxa, diverte e traz experiências únicas. Mas será que é só isso? Um estudo britânico chamado “The Holiday Health Experiment” foi financiado pela Associação Solidária de Cuidados de Saúde, Nuffield Health, e pela agência de viagens, Kuoni, com o intuito de desvendar os benefícios que as viagens podem trazer à saúde.

 

Os pesquisadores contaram com a participação de 12 voluntários divididos em dois grupos. Metade deles prosseguiu com seus trabalhos e a outra metade tirou férias para lugares como Maldivas, Peru e Tailândia. Antes de iniciar o estudo, eles foram submetidos a perguntas sobre sua saúde e testes psicoterapêuticos, tiveram seus movimentos cardíacos monitorados e foram medidas suas resistências ao stress e aos padrões de sono.

Durante a viagem, os voluntários foram aconselhados a seguir uma dieta e, no final das férias, ambos os grupos realizaram, durante três dias, uma série de exames clínicos e psicológicos, novamente com o auxílio de monitores cardíacos.

A conclusão foi surpreendente: os viajantes tiveram uma redução na pressão arterial de, em média, 8% em relação aos que não viajaram. Além disso, eles tiveram uma melhoria na qualidade do sono de cerca de 17%, e os que trabalharam diminuíram em 14%. O alívio no stress foi recuperado em 29% para os que viajaram enquanto, para os que continuaram trabalhando, essa capacidade de alívio diminuiu em 71%.

Além de as pessoas sentirem-se mais saudáveis depois de viajar, o estudo concluiu que esses benefícios se prolongam por vários meses após as férias, fazendo com que o trabalhador volte à rotina de forma mais feliz e produtiva.

 

Fotos: Thinkstock